Sala Ambiente
Projeto Vivencial

Sala Ambiente
Projeto Vivencial

Item Anterior Página Inicial Próximo Item
 
   

Referências

CASASSUS, J.  A reforma educacional na América Latina no contexto de globalização.  Cadernos de pesquisa. São Paulo: FCC. no 114, de novembro de 2001.

CURY,  C. R. J. O Conselho Nacional de Educação e a gestão democrática. In: OLIVEIRA, D. A. (org.) Gestão democrática da educação. 3 ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2001.

______. O princípio da gestão democrática na educação. (2005)

DOURADO, L. Gestão escolar democrática – a perspectiva dos dirigentes escolares da rede municipal de Goiânia. Goiânia: Editora Alternativa, 2003.

______. A Gestão democrática, eleição de diretores e a construção de processos de participação e decisão na escola.

EZPELETA, J. & ROCKWELL, E. Pesquisa participante. São Paulo:Cortez /Autores Associados, 1989.

FONSECA, M. Projeto Político-Pedagógico e o plano de desenvolvimento da escola: duas concepções antagônicas de gestão escolar. Cadernos CEDES v. 23, no 61, Campinas, dez, 2003.

FONSECA,  M.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. S. As tendências da gestão na atual política educacional brasileira: autonomia ou controle? In: BITTAR, M.; OLIVEIRA, J. F. Gestão e políticas da educação. Rio de Janeiro: DPA Editores, 2004.

GADOTTI, M. Perspectivas atuais da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

GANDIN, D. A prática do planejamento participativo. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

GIMENO SACRISTAN, J. A educação obrigatória: seu sentido educativo e social. Porto Alegre: Artmed Editora Ltda, 2001.

KRAMER, S. et al. Infância, formação e cultura: uma trajetória de pesquisa (1999).

LAVAL, C. A escola não é uma empresa: o neoliberalismo em ataque ao ensino público. Londrina: Planta, 2004.

PARO, V. A gestão democrática da escola pública. São Paulo: Editora Ática, 2002a.

______. Administração escolar: introdução crítica. São Paulo: Cortez, 2002b.

PEREIRA, P. S. A criança pela criança na escola pública integrada. Faculdade de Psicologia de Joinville: Joinville, 2006 (Monografia).

SETTE, S. S., ANGEIRAS, M. F. D., BRITO, M. C. A., NERES, R. A Educação a distância renovada como instrumento de formação e de gestão. In: Educadores em Rede: articulando a diversidade e construindo singularidades. Recife: PR, 2008.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 3 ed. São Paulo: Cortez Editora, 1992.

SHIROMA, E. O.; CAMPOS, R. F. La resignificación de la democracia escolar mediante el discurso gerencial: liderazgo, gestión democrática y gestión participativa. In: FELDFEBER, M.; OLIVEIRA, D. A. (org.). Políticas educativas y trabajo docente: nuevas regulaciones, nuevos sujetos? 1 ed. Buenos Aires: Ediciones Novedades Educativas, 2006. p. 221-237.

SPÓSITO, M. P. Educação, gestão democrática e participação popular. In: BASTOS, J. B. (org.) Gestão democrática. Rio de Janeiro: DPA Editora, 2005.

VASCONCELOS, C. Planejamento: plano e ensino-aprendizagem e projeto educativo – elementos metodológicos para elaboração e realização. São Paulo: Libertad, 1995 (Cadernos pedagógicos do libertad; v. 1).

VAZQUEZ, A. S. Filosofia da práxis. 2a edição. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1977.

VEIGA, I. P. A. projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 10 ed. Campinas: Editora Papirus, 2000.

______. Inovações e projeto-pedagógico: uma relação regulatória ou emancipatória? Caderno Cedes. v. 23. no 61. Campinas: Dez, 2003.